A 8ª temporada de “The Walking Dead” estava caminhando bem, no contexto da guerra entre os exércitos de Rick (Andrew Lincoln) e Negan (Jeffrey Dean Morgan). Porém, um acontecimento trágico e bem inesperado mudou completamente os rumos da trama, no que ficou marcada como a maior morte da série até agora.

O público descobriu que um personagem importante foi mordido por um zumbi no final do 8º episódio, o último da primeira metade da temporada, mas ninguém sabe quando esse ataque aconteceu. Na verdade, a cena já foi mostrada há algumas semanas, e poucas pessoas repararam.

alerta de spoilers

Morte de Carl em “TWD”: quando aconteceu?

Nos minutos finais do 8º episódio, Carl (Chandler Riggs) revela para Rick que foi mordido por um zumbi, o que significa que seu fim está bem próximo. Além do choque e da surpresa do público, que nem imaginava que isso poderia acontecer, muita gente se perguntou quando o ataque aconteceu, já que a cena não foi mostrada no episódio.

Se você prestou muita atenção, sabe que o embate entre Carl e o zumbi aconteceu no 6º episódio, duas semanas antes da revelação. O filho de Rick estava na floresta com Siddiq (Avi Nash), quando encontraram alguns zumbis no caminho.

Enquanto o amigo foi em cima de uma das criaturas para contê-la, Carl ficou desprotegido, e recebeu a mordida no abdômen enquanto atirava contra os zumbis que o atacavam.

Por isso, ele já sabia que morreria, o que muda drasticamente os acontecimentos do último episódio. Carl só se arriscou com o exército de Negan e defendeu Alexandria, pois sabia que não tinha mais nada a perder.

Chandler Riggs explica saída da série

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o ator Chandler Riggs, que interpreta Carl, revelou que saber da morte de seu personagem foi devastador. Ele tinha planos de se dedicar à atuação e se mudar para Los Angeles, mas agora, o menino decidiu se matricular em uma faculdade.

Riggs também explicou os motivos para que Scott M. Gimple, o produtor da série, resolvesse matar Carl na trama. “Nos quadrinhos, há um buraco entre Rick querendo matar Negan no final da guerra, e o salto de tempo em que Negan está vivo e na prisão, e Rick não o matou”.

“Scott estava tentando entender como ligar esses dois acontecimentos, e o caminho que ele encontrou foi colocar Carl como uma figura humanitária, que consegue ver o lado bom das pessoas, e que elas podem mudar, e que nem todo mundo por aí é mau”, pontuou o ator.

Na cena em que Carl mostra a mordida a Rick, ele fala sobre como não dá para matar todos os Salvadores, e que deve haver alguma solução além de atacar o exército inimigo. Depois da morte do filho, o protagonista provavelmente mudará a postura na guerra, e acabará prendendo Negan em Alexandria, como está previsto nos quadrinhos.

Texto de Camila Junqueira


Foto de Capa: A cena da despedida de Carl e Judith provavelmente é uma das cenas mais emocionantes de toda a história de The Walking Dead.